Highslide for Wordpress Plugin
Notícias › 15/08/2018

Drama dos refugiados é tema de peregrinação em Fátima

Com a celebração de uma eucaristia, encerrou-se segunda-feira (13/08) a 78ª peregrinação internacional de agosto no Santuário de Fátima. A missa foi presidida pelo Cardeal Arlindo Gomes Furtado, bispo de Santiago de Cabo Verde.

Todos os eventos que circundaram a peregrinação tiveram como tema os Migrantes e Refugiados.

O drama humanitário dos refugiados

“Um verdadeiro exército de pobres proveniente principalmente do norte da África”, como definiu o drama dos refugiados o Cardeal Antonio Marto, bispo de Leiria-Fátima. Na coletiva de imprensa de abertura da peregrinação, ele afirmou que durante décadas, a África foi explorada e subtraída de suas matérias primas.

“ Atualmente, os poderes ocidentais mantêm o continente em condição de guerra permanente, para facilitar esta exploração e consentir o comércio de armas ”

Já no encerramento, o Cardeal Arlindo Gomes Furtado afirmou que a diversidade deve ser considerada como riqueza. Para ele, é urgente que as consciências se despertem e produzam ações concretas em favor dos refugiados, começando por acolher o irmão em algum ponto da terra, que é, afinal, pertença de Deus.

O cardeal cabo-verdiano, que presidiu esta peregrinação pela segunda vez, salientou que todos somos feitos da mesma substância, qualquer que seja nosso status social; tendo consciência disso, a solidariedade deve ser espontânea e efetiva entre os homens”.

Peregrinação tem tradição de solidariedade. A presença na JMJ

O reitor do Santuário, Pe. Carlos Cabecinhas, revelou aos jornalistas algumas estatísticas sobre a presença de peregrinos desde o início deste ano até o final de julho: mais de 3,7 milhões de fiéis, tanto em celebrações oficiais como em grupos organizados.

Para a peregrinação, se inscreveram 23 grupos organizados de 20 países. Desde 1940, este evento tem tradição de solidariedade e santidade. Todos os anos, peregrinos e agricultores portugueses e estrangeiros, oferecem o trigo para as hóstias do ano no Santuário. Em 2017, foram doados 8.215 kg de trigo e 530 kg de farinha, utilizados para 37.700 hóstias. Uma parte do trigo é doada às associações que trabalham com pessoas carentes.

O sacerdote informou ainda que a pedido do arcebispo de Panamá, a imagem peregrina de Nossa Senhora de Fátima irá ao país para acompanhar os eventos da Jornada Mundial da Juventude. “Este é um importante evento eclesial – disse ele – porque os jovens estão no centro das preocupações pastorais da Igreja e do magistério do Papa Francisco.

Via Vatican News

Imprimir