Highslide for Wordpress Plugin
Artigos › 02/12/2020

Advento: Jesus quer que nosso coração seja uma manjedoura

christmas-crib-figures-1904439-640

Já estamos no tempo do Advento. O Natal se aproxima e precisamos preparar nossos corações para realmente viver o nascimento de Jesus. O tempo de advento é marcado por um momento de expectativa: o Senhor que vem! Jesus que veio e que vem; portanto, são dois momentos fortes de reflexão.

O 1º e o 2º Domingos do Advento nos levam a refletir sobre a segunda vinda de Jesus, a parúsia. Muitos perguntam: que segunda vinda? Terá uma segunda vinda? Com certeza! É o que rezamos na profissão de fé: Jesus que virá para julgar os vivos e os mortos. Então, vai ter o fim do mundo? Quem disse que não? Só não sabemos quando, nem como.

Se na primeira Ele veio vestido com manto de pobreza, na gruta de Belém, e seu trono foi a cruz; na segunda Ele virá sobre as nuvens revestido de glória e majestade, com os coros dos anjos (Mt 14,30). Se na primeira vinda, Jesus, não foi ouvido, foi emudecido pela mão do homem, na segunda vez a voz do Senhor, irá ecoar em todos os cantos da Terra.

As mensagens do Advento

O 3º e 4º Domingos do Advento, são uma preparação imediata para o Santo Natal. A cada domingo do Advento, Deus nos dá uma mensagem. No 1º, a mensagem é: vigiai. Pais de família, mães de família, lideranças: acordem do sono, despertem para a vida, Deus se manifesta!

O 2º Domingo do Advento nos traz uma mensagem, um apelo fortíssimo de conversão: “Convertei-vos. O reino de Deus está próximo!” Jesus virá, com a plena sabedoria, com os dons plenos do Espírito. Jesus virá uma segunda vez. E nós antes que tarde, procuremos a conversão.

O coração como manjedoura

A conversão que Nosso Senhor deseja é que o nosso coração seja uma manjedoura, que o nosso coração esteja preparado para acolhê-Lo. Se queremos viver um Santo Natal, se queremos que o ano seja repleto de paz, comecemos hoje a limpar a eira, limpar embaixo, tirar a erva daninha, tirar o que não presta, tirar o que é fútil, tirar o que é supérfluo, tirar o que não vale nada.

O 3º Domingo do Advento, também conhecido como domingo Gaudete (Domingo da alegria), apresenta os tempos messiânicos e funciona como uma antecipação do Natal. A sua vinda se aproxima: Deus vem nos salvar. Nesse domingo, se anuncia a chegada do Senhor como causa de alegria para a comunidade. É como um aviso: “Ele está chegando!”. Esse anúncio alegre nos contagia e nos impele a preparar uma acolhida mais calorosa e amorosa para a chegada do Senhor.

No 4º Domingo do Advento, às portas do Natal, somos convidados a acolher Aquele que vem ao nosso encontro. O Senhor está à porta e bate! A figura da Virgem Maria simboliza a Igreja inteira à espera do Salvador. Maria é a terra fecunda para acolher a semente do Reino, é a imagem do povo da antiga Aliança à espera do Salvador.

Conclusão

Evangelizar é preciso também no Natal, para que nos lembremos o sentido maior desta festa. Que saibamos que a nossa jornada, a nossa luta é uma luta constante e diária. Sem querer ser pessimista, não irá demorar muito para saudarmos: feliz dia do Papai Noel! Isso, devido à grande inversão dos valores que está acontecendo. Uma inversão perigosa onde o que é secundário se o torna principal. E, não só se referindo ao Natal, mas a toda a escala de valores do ser humano.

Que possamos nos preparar para termos um Santo e Feliz Natal.

Por Pe Reginaldo Manzotti, via Aleteia

Imprimir